Quem somos
Como tudo começou 

 

Em 1996, o jornalista paulistano Luciano Rocco acabava de voltar da Inglaterra. Lá, conhecera a The Big Issue, uma publicação de rua, ou street paper. Esse projeto consistia em um grupo de jornalistas e outros profissionais que produziam uma revista de forma totalmente voluntária e sem fins lucrativos. Essa revista, então, era vendida por pessoas em situação de rua, atividade por meio da qual essas pessoas podiam obter renda e se reinserir na sociedade e no mercado de trabalho. Rocco chegou ao Brasil com a ideia fixa de criar uma publicação nos mesmos moldes, e começou a articular o projeto no Rio de Janeiro, buscando apoio e voluntários para o trabalho. Dois anos depois, os editores do jornal paulistano O Trecheiro, liderados pelo fotógrafo e jornalista Alderon Costa, foram contatados por representantes da revista italiana Terre di Mezzo para que apoiassem a criação de uma publicação brasileira destinada à comercialização por pessoas em situação de rua.

 

Em outubro de 1999, a International Network of Street Papers (Rede Internacional de Publicações de Rua, INSP na sigla em inglês) colocou os grupos do Rio de Janeiro e de São Paulo em contato. Depois de muitas reuniões na sede da Rede Rua, em São Paulo, com as idas e vindas de Rocco do Rio de Janeiro, com a presença de Alderon Costa e de outros profissionais de diversas áreas, entre os quais a jornalista Denise Mota, foi criada, em 21 de abril de 2001, a Organização Civil de Ação Social (OCAS).

 

Com o lançamento da publicação de rua Hecho, de Buenos Aires, esse grupo recebeu o estímulo que faltava e partiu para a ação. Assim foi lançada a revista Ocas”, em julho de 2002, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Desde então, a publicação tem sido produzida por voluntários e vendida por pessoas em situação de rua.

 

A revista tem levado muitas pessoas a acessar melhores oportunidades por meio de seu próprio trabalho. O projeto também tem ajudado os vendedores a se reintegrarem à sociedade e possibilitado que se reconheçam e sejam reconhecidos como indivíduos dignos e como agentes da sua transformação.


O que fazemos

 

A Organização Civil de Ação Social (OCAS) é uma instituição sem vínculos partidários ou religiosos e sem fins lucrativos. Toda a receita obtida com as atividades da OCAS é reinvestida na melhoria da qualidade dos serviços prestados pela organização. Ela foi criada em julho de 2002 para desenvolver projetos cujo objetivo fosse melhorar a qualidade de vida de pessoas em situação de rua.

 

O principal projeto da organização é a revista Ocas”, criada também em 2002. A publicação é vendida por pessoas em situação de vulnerabilidade social, que, com a venda das revistas, têm acesso a um meio de obtenção de renda. Além da revista, a OCAS promove outros projetos voltados à população em situação de vulnerabilidade social, como o atendimento psicológico e as oficinas.

 

A associação é ligada à International Network of Street Papers (Rede Internacional de Publicações de Rua, INSP na sigla em inglês), uma rede internacional que reúne mais de 110 publicações de rua, que são distribuídas em mais de 40 países.

 

Missão
 

Construir instrumentos de transformação com pessoas em situação de extremo risco social, para que conquistem uma vida mais digna e, assim, tenham condições de contribuir para uma sociedade democrática, justa e participativa.

 
Organização Civil de Ação Social (OCAS) - Revista Ocas

Organização Civil de Ação Social

Rua Campos Sales, 88 . Brás São Paulo . SP . Brasil

  • Facebook Limpa
  • YouTube Limpa
  • Instagram Limpa
Receba notícias por e-mail